Fisioterapia Geriátrica

Envelhecer com qualidade de vida, o grande dilema do novo século. O envelhecimento traz conquistas afetivas, emocionais, materiais. Traz também consequências como a perda da sensibilidade, do controle sobre os movimentos e suas aplicações em atividades diárias básicas como alimentar-se e vestir-se.

A Fisioterapia Geriátrica trabalha na prevenção, manutenção e reabilitação da capacidade funcional do indivíduo, ajuda a evitar perda de massa óssea e muscular, tratar doenças reumatológicas, aumentar a capacidade cardiorrespiratória, força muscular, flexibilidade, prevenir incontinência urinária…Através de exercícios ativos, globais e de equilíbrio, pratica do Pilates.

Pode ser iniciada tão cedo quanto sejam percebidos os sinais da perda da sensibilidade e controle das ações motoras advindos com o tempo já vivido. Proporciona ao paciente um envelhecimento com qualidade de vida, uma melhora em sua capacidade de locomoção e equilíbrio, bem como a coordenação dessas funções, o aumento da força muscular e das funções da memória do idoso. E ainda garante melhor independência e o conforto na realização de atividades por parte dos pacientes idosos no seu dia a dia.

As doenças e problemas mais comuns são:
– AVC
– Alzheimer
– Doença de Parkinson
– Quedas e fraturas
– Pós-operatório de fraturas ortopédicas – prótese de quadril, prótese de joelhos, etc.
– Artrose
– Problemas de coluna
– Dor
– Problemas respiratórios
– Idosos fragilizados e acamados
– Idosos sedentários

Esses idosos também podem ser atendidos em suas residências por diversos motivos, como a flexibilidade de horários, a impossibilidade de locomoção, comodidade, conforto e praticidade e a facilidade para adaptar o ambiente domiciliar com as novas necessidades do idoso.